https://ybakatu.wordpress.com/2019/04/19/_aspereza_/

A exposição aspereza conta com a curadoria de C. L. Salvaro e apresenta obras de 7 artistas, representados pela galeria e convidados: Daniel Murgel (RJ), erreerre (MG), Hugo Mendes (PR), Lailana Krinski (PR), Marta Neves (MG), Raquel Nava (DF) e Yiftah Peled (ES). A abertura acontece no dia 22 de março, sexta-feira, às 19h.

C. L. Salvaro, artista e pesquisador, recebeu a proposta da Galeria Ybakatu para fazer uma curadoria com artistas convidados e artistas já representados pela galeria.

aspereza  é o resultado dessa pesquisa e seleção, trazendo um recorte da produção de arte contemporânea brasileira, promovendo um dialogo entre as obras e o público. 

 

aspereza

texto: c. l. salvaro

longe de buscar uma definição para o quer que seja, essa proposta é um campo aberto para divergir. parto do princípio que trabalhos de arte não tratam de um assunto, não fazem referências a um tema, não respondem a uma demanda. são indícios de si mesmos no mundo, que podem conter um assunto intrínseco, levantando questões que perpassam temas em comum e ainda atender a agendas urgentes, em conexão uns com os outros, com toda a produção de quem os fez e com as coisas que não estão contidas neles mesmos. com habitual falta de tato, começa aqui essa aproximação à força. trabalhos que nunca dialogaram são submetidos a uma conversa áspera, com vozes e tons dissonantes fazem uma composição cacofônica, com graves e agudos desafinados. alguns arranham as superfícies, deixam gravados os percursos que fizeram sua existência, uns gritam até perder a voz, ficam sem saliva e suas vozes roucas continuam reverberando, uns falam apenas em um tom, seco, ácido, às vezes repetitivo, ou melhor, sem titubear. se a natureza de um trabalho é gerar atrito entre superfícies, causar fricção, ou até uma sensação de mal-estar em quem interage, ele atinge um resultado, mas ter um objetivo não é necessariamente uma condição para sua existência. para além das sensações físicas, que não podem ser desprezadas nesse contexto, atritos também podem surgir do posicionamento crítico. um comportamento áspero pode causar tanto desconforto quanto usar um sabonete com areia. contrapor expectativas também é uma forma de aspereza, não atender ao que se espera, ser incontrolável, indomável. esse modo de ser, de causar sensações adversas pela postura na fala ou na presença física, torna-se uma qualidade rara talvez por ser tão indesejável numa sociedade que tem se demonstrado cada vez mais retrógrada, com fiscalizatórias condutas moralistas e higienistas.

  

SERVIÇO

Galeria Ybakatu

Rua Francisco Rocha, 62 Lj. 06 Batel - Curitiba/PR

Tel: +55 41 32644752

www.ybakatu.com | Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Coquetel de abertura: 22 de março, às 19h

Período expositivo: 25 de março a 30 de abril (a galeria estará fechada dos dias 1 a 8 de abril, pois estaremos com estande na Feira SP-Arte 2019).

Visitas agendadas de segunda a sexta, das 10h às 12h00 e das 13h30 às 17h.

Entrada franca.